terça-feira, 27 de julho de 2010

um ponto a mais

Algo me diz que é tempo de ligar os pontos. Esses (justamente esses) que eu ainda não desenhei - porque esperava. É que talvez um quebra-cabeça tenha se encaixado do outro lado do mundo. No mesmo dia em que encontrei - sem querer, dentro de mim - o tal espelho que reflete rachaduras e sorrisos.

Sim, há muito de especial nessa imagem que é tão minha. Há todas as respostas e todos os segredos. E uma vontade de deixar alguns degraus para trás: enquanto do chão recolho os sonhos, ao céu lanço as minhas preces.

Um ponto e outro, e posso ver que foi fácil esperar. Exigir e cobrar.

Difícil será entender que nem todo abraço chega na hora que parece certa. Que nem todo conselho previne. Que alguns sonhos não levam às nuvens. Que amizades são e vão. Que as conquistas se despedem. Que a saudade revisita.

Que a rotina pode ser doce. Que os pais podem ser filhos. Que os inimigos podem ser justos.

Que cobrar é se frustrar. E expectativas nem sempre são fruto da espera...

Difícil será aprender que reaprender é difícil.

Mas pode ser tão fácil, que eu escolhi esperar.

Um comentário:

  1. realmente é algo fantástico e ao mesmo tempo simples a capacidade de escrever tudo aqui que se quer ler e sentir no silencio aquele pouco que se quer ouvir, parabéns carolina vc é simplesmente maravilhosa.

    ResponderExcluir