sábado, 27 de abril de 2013

enfim

já posso saborear o gosto
que é viver
ser

estar aqui descalço
em paz
sem motivo

olhar pra trás
ver a luz do sol
correr riscos

sentir a emoção
de respirar
o ar
de contemplar
o mar

de estar vivo