domingo, 18 de agosto de 2013

pôr do sol

(em branco)
meu coração busca a pena
e permanece em branco
só o tempo vai colando
vai calando tudo
desbotando a dor
redesenhando o nada
só o tempo espera
só o tempo encerra
e pinta a cor da vida
mais alaranjada