terça-feira, 1 de outubro de 2013

a metade que eu vejo

conforme
deforma
o mundo

a poesia
transforma
a gente

em semente
que tudo
brota

em abraço
que tudo
sente