terça-feira, 7 de julho de 2015

esquina

o menino do cadarço frouxo
me olhou nos olhos
          como quem diz
amarra pra mim?

e eu que sou feita de laços
percebi que há nós que se
          desfazem
num sorriso