sexta-feira, 17 de julho de 2015

interrogatório

eu só esperava ter um pouco mais de certeza
quando você me perguntasse coisas tão óbvias
como
a cor do céu quando a gente se abraça
a cor dos seus olhos no escuro do quarto
a cor da gente vendo o mundo da janela e sonhando com o dia que nasce arco-íris
mas por algum motivo que ainda não sei
cá estou eu
branca e muda
diante do espelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário